Arquivo de Tag | pecado

Somos infelizes até decidirmos obedecer a Deus…

Nesses dias eu tenho estado pensando muito nisso ultimamente.. Na sexta passada completei 20 anos; e, refletindo sobre a minha própria vida, percebo que tenho vivido coisas que eu não gostaria e, que se fosse por mim mesma, eu abandonaria (por exemplo, faculdade/trabalho); e outras eu gostaria de estar vivendo, mas não vivo pela escolha de obedecer a Deus e esperar o Seu tempo (por exemplo, namorar).

Muitas vezes, eu me vejo ansiosa e querendo alguém perto de mim (um namorado), e me sinto tentada a aceitar os pedidos de namoro que me são feitos. Mas, quando me lembro que o meu desejo maior é viver o propósito de Deus para mim, recebo forças para dizer Não ao que eu quero no momento; direcionando a minha mente e o meu coração a escolher a melhor parte. Escolho pagar o preço antes.. para não ter que pagar o preço mais caro depois.

Estou compartilhando isso, porque tenho passado por tantos lugares e vejo pessoas que estão da mesma forma que eu, mas com uma diferença: se elas não querem, elas não fazem; se elas querem, elas fazem. Mas, até quando vamos trocar o propósito da vida.. por uma proposta na vida? Como teremos algo eterno e duradouro com Deus, se continuamos vivendo de momentos, guiados pelas nossas emoções e pela nossa vontade? Seremos eternamente escravos das consequências das escolhas que fazemos.

Eu sei que realmente é complicado para nós, como seres humanos, renunciarmos ou aceitarmos coisas por amor e obediência a Deus; sempre dizemos que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável… Mas sabe, muitas vezes ela acaba se tornando difícil porque queremos estar desalinhados a ela.

E, se queremos que a vontade de Deus se cumpra na nossa vida, precisamos ser o SACRIFÍCIO vivo e santo que fala em Romanos 12.1 e não nos amoldarmos ao padrão deste mundo… Não existe obediência sem Sacrifício – Jesus se sacrificou para obedecer ao Pai. O que queremos pode ser confortável, mas isso pode nos impedir de atingir o plano perfeito de Deus para nossa vida.

Deus é galardoador daqueles que O buscam (Hebreus 11.6); se por hoje nós vivemos por Ele e com Ele, cada dia nós vamos vencer, matando a nossa própria vontade e nos alinhando à Dele.

Assim, seremos capazes de experimentar e comprovar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus. Creia, a recompensa disso é muito maior do que a que nós mesmos poderíamos alcançar com as nossas próprias mãos.

Por isso, hoje quero animar você, a refletir sobre a sua própria vida neste momento e identificar alguma área que ainda esteja desajustada a vontade de Deus. Uma dica para isso: é perceber se algo não te traz a verdadeira e completa paz e certeza de que está agradando a Deus.

De alguém que também passa pela mesma luta diária, mas que em todo momento tem buscado direcionar a mente para o que o Espírito deseja ( e não para a carne)

Raíssa Gomes

Perdão

Adaptado do texto Perdoar do Pr. Marcio Valadão de 06/11/2007

“O Senhor, que é bondoso, perdoa todo aquele que inclina o seu coração para buscar a Deus”.  2 Crônicas 30.18-19

Como está o seu coração? O que Deus deseja tratar hoje em sua vida tem tudo a ver com ele. Jesus ensinou: “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas” (Mateus 6.14-15).

O que é mesmo perdão?  A palavra grega traduzida como “perdoar” significa literalmente cancelar ou remir. Significa a liberação ou cancelamento de uma obrigação e foi algumas vezes usada no sentido de perdoar um débito financeiro. Para entendermos o significado desta palavra dentro do conceito bíblico de perdão, precisamos entender que o pecador é um devedor espiritual.

A Boa Nova do evangelho é que Jesus pagou o preço por nossos pecados com sua morte na cruz. Quando aceitamos o convite para a salvação, pela obediência aos mandamentos de Deus, ele aceita a morte de Jesus como o pagamento dos nossos pecados e nos livra da culpa das nossas transgressões. Não ficamos mais na posição de infratores da lei ou devedores diante de Deus. Somos perdoados! Você precisa perdoar, porque um dia também foi perdoado de todos os seus pecados e da condenação eterna. Abra o seu coração e libere o seu perdão, mesmo que a pessoa não mereça.

O perdão, então, é um ato no qual o ofendido livra o ofensor do pecado, liberta-o da culpa pelo pecado. Este é o sentido pelo qual Deus “esquece” quando perdoa (Hebreus 8.12). Não que a memória de Deus seja fraca. Por exemplo, Deus lembrou-se do pecado de Davi a respeito de Bate-Seba e Urias muito tempo depois que Davi tinha sido perdoado (2Samuel 12.13; 1Reis 15.5). Ele liberta a pessoa perdoada da dívida do seu pecado, isto é, cessa de imputar a culpa desse pecado à pessoa perdoada (Romanos 4.7-8).

Como posso perdoar? O pecado tanto danifica as relações entre as pessoas como prejudica nossa relação com nosso Deus. A pessoa contra quem se pecou freqüentemente se sente ferida, talvez irada pela injustiça do pecado cometido. O perdão é necessário para a cura espiritual da relação, mas precisamos preparar nossos corações para perdoar. Existe a injustiça do ferimento, a deslealdade do pecado, mas precisamos estar prontos para perdoar (observe os exemplos de Jesus e Estevão (Lucas 23.34; Atos 7.60). Mesmo se o pecador recusar a se arrepender, não podemos continuar a nutrir a raiva, ou ela se tornará em ódio e amargura. Ainda que o pecador possa manter sua posição como transgressor por causa de sua recusa a se arrepender, seu pecado não deverá dominar meu estado emocional.

“Para nos preparar para perdoar,precisamos lembrar que nós mesmos somos pecadores e necessitados do perdão divino” (Romanos 3.23).  

Lílian Dornelas

Viva os propósitos que Deus tem pra você no tempo certo!

Na vida somos levados por situações e emoções que aos poucos nos afastam de tudo que Deus sonhou pra nós. Com o passar dos anos, vivemos coisas que não percebemos, mas, nos cegam daquilo que realmente deveria importar em nossa vida: “os propósitos de Deus”. Será que eles realmente são importantes em nossa vida ou fingimos que deixamos Deus realizar o que Ele sonhou? Somos motivados a viver através das nossas vontades durante nossa vida toda. Quando atingimos a maior idade, temos uma sensação de liberdade e dizemos: “agora vou fazer o que eu quiser da minha vida”.

Eu fico pensando nessas coisas e olhei pra mim mesma e vi o quanto sou ignorante. Porque muitas vezes não quis viver os propósitos de Deus? Quanto tempo adiei os planos que Ele tinha pra mim… Escolhemos viver por nossa própria conta, Deus nos dá essa liberdade. Porém, Ele nos deixa viver as consequências das nossas escolhas. E sabemos que as consequências doem não é mesmo?

Lembrei-me da história de Jonas na bíblia que relata Deus dando uma ordem para ele ir a Nínive. Jonas teve medo do que Deus o mandado fazer e resolveu fugir para Tárcis, tentando fugir da presença do Senhor. Porém Deus, não ficou nada satisfeito com a atitude de Jonas e ele foi tragado por um grande peixe quando fugia em um navio.

Estamos cansados de ouvir essa história, mas, ele me traz a memória às coisas que passamos por conta de nossa desobediência e medo de fazer aquilo que Deus nos manda. Somos falhos, mas isso não justifica sermos medrosos e desobedientes quando Deus nos manda fazer algo. Essas atitudes nos atrapalham de viver verdadeiramente os propósitos e planos que Deus tem para a nossa vida. E nós sabemos que os planos dEle são os melhores mas, insistimos em agir assim!

Jonas ficou dentro do peixe três dias e três noites e ali reconheceu seu erro e clamou ao Senhor com uma oração linda e disse:

“Na minha angústia clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz. Porque tu me lançaste no profundo, no coração dos mares, e a corrente das águas me cercou; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado por cima de mim. E eu disse: Lançado estou de diante dos teus olhos; todavia tornarei a ver o teu santo templo. As águas me cercaram até à alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça. Eu desci até aos fundamentos dos montes; a terra me encerrou para sempre com os seus ferrolhos; mas tu fizeste subir a minha vida da perdição, ó SENHOR meu Deus. Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo. Os que observam as falsas vaidades deixam a sua misericórdia. Mas eu te oferecerei sacrifício com a voz do agradecimento; o que votei pagarei. Do SENHOR vem a salvação”. Jonas 2:2-9

Deus ouviu o clamor de Jonas e fez o peixe vomitá-lo de seu estomago. Deus novamente fala com Jonas para ir a Nínive pregar o que Deus já tinha dito a ele. Ali Jonas fez o que Deus ordenou e a cidade creu nas palavras de Jonas e Deus viu o arrependimento daquela cidade e não fez o mal que Ele havia anunciado.

Deus iria realizar essas mesmas coisas se Jonas tivesse sido obediente. Mas ele escolheu sofrer e quase morrer dentro daquele peixe pela escolha que fez!

Quando Deus nos manda fazer algo, devemos fazer sem pensar nos nossos medos, pois quem irá realizar nos somos nós. Não temos forças para fazer nada! Ele somente irá nos usar para que se cumpram os propósitos. Seja obediente, não tenha medo e viva sem adiar o tempo do cumprimento dos propósitos de Deus para você.

Um grande beijo.

Leila Dornelas

E não “ME” deixe cair em tentação

“E não nos deixeis cair em tentação….”

A palavra de Deus é perfeita, e realmente é isso que acontece… Deus nos dá “vias de escape” na hora da tentação. Bem na hora que você iria fazer aquela besteira, alguém aparece, ou ligam para seu celular. Às vezes realmente você terá que fugir dela sozinho, mais Deus fala algo muito importante sobre isso, Deus não irá te provar, ou te colocar em situações que você não será capaz de suportar.  Aí que está o nosso problema! Ele não nos coloca em situações que não iremos resistir, NÓS MESMOS nos colocamos nessas situações. 

Então, mais uma vez Deus usa coisas do meu dia a dia para falar ao meu coração.

Estava eu essa semana com aquele Tênis de mil novecentos e bolinhas, mais parecendo um patins de tanto que escorrega em uma maravilhosa e abençoada chuva, ou seja, tombo na certa!  O pior é que eu tinha que sair na chuva, descendo uma inclinada rampa com uma criança em cada mão. Chega a ser cômico, mais a única frase que vinha em minha cabeça era: Senhor! Me segura!!!! srsrsr E assim eu fui descendo com os meus 11 alunos.

Nessa rampa havia um corrimão, o que iria facilitar muito a minha descida e  nossa segurança, mais mesmo assim preferi me aventurar na nova modalidade dos jogos olímpicos: Patinação na rampa com levantamento de criança! Foi então que Deus começou a falar em meu coração…

Pedimos a Ele para nos livrar da tentação, do perigo, mais nós nos colocamos nessas situações. Nós é que optamos por ficar sozinho em um local propício com nossos namorados, nós que optamos por andar sem sinto de segurança, ou com amigos de má índole. Somos nós que temos buscado estar no limite do certo e errado… Deus não poderá aparecer pessoalmente e te arrebatar da tentação, Ele mesmo teve que passar por ela. Mais o interessante é que Jesus foi conduzido ao deserto para ser tentado (MT 4.1), Ele não foi se colocando em situações de tentação, elas surgiram.

As tentações virão, você é capaz de ultrapassar cada uma delas. Pense na tentação como uma escada, e que no alto dela você terá uma grande recompensa. Cada degrau tem algo a ser vencido, e após ultrapassar, você estará em um nível mais alto com o Senhor, cada vez mais aprovado, provas vem para que haja a Aprovação, igual em um game, ou na escola, se você for reprovado em algo, terá que repetir, até que haja a aprendizagem.

Não se coloque em situações de risco, não tente o Senhor teu Deus ( Mt. 4. 7; Dt 6. 16) Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Tiago 4:7 . Pense nisso!

“Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” Tiago 1.12

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação…” Mateus 26.41


Abençoados para abençoar

Transformados para transformar

Geiza Maria

Fugitivos sempre!

PAIXÕES – Essa palavra está martelando na minha cabeça há algum tempo. Então, eu disse para Deus: “Ajuda-me a fugir das paixões da mocidade.” Acho que era isso que Ele queria que eu fizesse.

Na verdade, eu já fiz essa oração há muito tempo, quando li o conselho de Paulo a Timóteo: “Fuja das paixões da mocidade” (II Timóteo 2.22); mas nessa última vez, eu entendi de uma forma mais ampla, porque, eu não sei você, mas eu reduzia essas “paixões” a namoro, o que tornava mais fácil as coisas para mim, pois eu nunca quis namorar por namorar.

Parei para listar cada paixão que tenho e convido você agora mesmo a parar e a pensar em quais são as suas paixões e, se puder liste-as. Depois disso, ore e peça a Deus para esclarecer, trazer luz sobre suas paixões, para que você tenha discernimento se alguma tem roubado o lugar d’Ele na sua vida. Eu tenho, nós temos muitas paixões. E, paixão nesse contexto pode ser considerada como tudo aquilo que tira Deus do centro do seu coração e da sua vida. Querido, o apóstolo Paulo disse ‘para fugir das paixões’ e isso deve ter alguma razão, não deve ser por acaso.

Recentemente eu pedi perdão a Deus porque uma de “minhas paixões” O estava tirando de cena. Uma vez, também, assim que terminei meu namoro, eu não conseguia orar por nada além de pedir a Deus para me dar de volta aquele namorado e, Deus me questionou: ‘ E, se Eu não te der, você continuará se afastando de mim ou continuará me amando?’

Aprendemos perfeitamente isso com o exemplo do nosso pai da fé, Abraão, para ele quem mais importava era Deus e, não seu filho, que se eu puder dizer, poderia ser sua paixão. Eu vejo isso, como uma tentativa constante do inimigo de nos afastar de Deus, colocando sem percebermos outras coisas ou pessoas no lugar d’Ele.

Situações em que dizemos: ‘não sei viver ou não posso viver sem essa pessoa ou sem isso’, e nos entristecemos a ponto de só pensar nisto, representam paixões que estão se tornando Deus na sua vida. Veja: se o seu namoro, amigos, família, trabalho, faculdade, sonhos, projetos, filmes, artistas, músicas, novelas, futebol, até mesmo, o ministério estão ocupando a atenção, o amor, a obediência, a dedicação, a razão da sua vida, o motivo da sua alegria, ou seja, o primeiro lugar da sua vida significa que pouco a pouco você está perdendo Deus de vista e, essas coisas O estão tirando da sua vida.

“Um coração que não tem Deus em primeiro lugar, não tem Deus; pois Ele não divide Seu trono com ninguém.”

Para alcançarmos uma vida com Deus, devemos atentar com cuidado para todas as nossas paixões. Peça a Deus esclarecimento e discernimento sobre elas.  Pode parecer a coisa ou a pessoa mais perfeita, boa e certa, mas, se a sua vida gira em torno disso, FUJA.

“ Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida.” Provérbios 4.23

“ Ame o Senhor, o seu Deus de TODO o seu CORAÇÃO, de TODA a sua ALMA e de TODO o seu ENTENDIMENTO.” Mateus 22.37

Faça dessa canção a sua oração nesse dia! 

‘… Senhor, meu coração
Bate pela Tua presença
O meu vazio só é preenchido
Pela Tua perfeição.

Perdão, pois tantas vezes procuro em vão

O que só encontro em Ti…’

Chamando de volta sempre à mente e coração distraídos, pois de nada depende minha vida a não ser d’Ele.

Raíssa Gomes :)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.762 outros seguidores