A loja do ferreiro

Por Leila Dornelas

“Na loja de um ferreiro há três tipos de ferramentas. Há ferramentas na pilha de sucata: ultrapassadas, quebradas, sem corte, enferrujadas. Elas ficam empilhadas no canto cheio de teias de aranha, imprestáveis para seu mestre, ignorantes de suas funções.

Há ferramentas na bigorna: derretidas, incandescentes, moldáveis, mutáveis. Elas estão na bigorna, sendo moldadas por seu mestre.

Há ferramentas úteis: afiadas, aprimoradas, definidas, móveis. Elas estão de prontidão na caixa de ferramentas do ferreiro, disponíveis para seu mestre, cumprindo seu chamado.

Algumas pessoas ficam empilhadas, sem função: vidas quebradas, talentos desperdiçados, fogos apagados, sonhos estilhaçados. Elas são jogadas na pilha de ferro, necessitando desesperadamente de conserto, sem noção alguma de propósito.

Outras pessoas estão na bigorna: coração abertos, famintos por mudança, feridas se curando, visão clareando. Elas dão boas-vindas às dolorosas investidas do martelo do ferreiro, desejando serem reconstruídas, implorando para serem chamadas.

Outras pessoas estão nas mãos do Mestre: afiadas, sem outros compromissos, polidas, produtivas.

Elas respondem aos movimentos do braço do Mestre. Nada exigindo, tudo entregando.

Todos nós estamos em algum lugar dentro da ferraria. Estamos na pilha de ferro velho, na bigorna, nas mãos do Mestre, ou na caixa de ferramentas. (Alguns de nós já estivemos em todos esses lugares.)

Nessa coleção de pensamentos, faremos um tour da loja. Examinaremos as ferramentas e veremos todos os cantos, desde as prateleiras à mesa de trabalho, da água ao fogo…

E tenho certeza de que, em algum desses lugares, você se encontrará.

Descobriremos o que Paulo quis dizer quando falou sobre nos transformarmos em “um utensílio para uso especial”. E que transformação isso é! A pilha de ferro velho, a bigorna, as mãos do Mestre – é uma viagem ao mesmo tempo cheia de alegria e dor.

E você, que faz esta jornada – que deixa a pilha para entrar no fogo, que enfrenta a realidade da bigorna de Deus, e que incessantemente procura descobrir seu propósito – seja valente, pois você aguarda o privilégio de ser chamado de “instrumento escolhido por Deus”.”

Trecho retirado do livro “Moldado por Deus” do Max Lucado.

Quis compartilhar com vocês essas palavras, pois, falam muito ao meu coração. Em que lugar você se coloca nessa loja? Olhe para dentro de você mesmo e identifique. Eu digo que estou entre a bigorna e nas mãos do Mestre. Tenho passado por um processo de cura na minha vida e tenho renunciado a muitas coisas para agradar a Deus meu criador, mas, estou também nas mãos do Mestre porque tenho entregado tudo a Ele e sendo polida a cada dia. Não se esconda mais na loja do ferreiro, se entregue, arrisque e você irá ver com seus olhos a diferença que Deus vai começar na sua vida.

Um grande abraço.

Leia os textos mais recentes https://goo.gl/51UfbZ

Siga-nos no Twitter https://goo.gl/g438yx

Anúncios

Um comentário sobre “A loja do ferreiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s