I João 2

Na ultima vez que escrevi neste blog ( na verdade foi uma única vez rsrsrsrs), apesar de ter orado e entendido que era de Deus aquilo que eu estava compartilhando, ao escrever, eu comecei a me incomodar, percebendo que aquilo era algo que tinha acontecido no inicio do ano, ou seja,era antigo; digo antigo, porque eu creio que o que Deus fez ontem foi bom, mas hoje Ele tem algo melhor, diferente e novo.

Diante disto, disse para mim mesma que queria algo novo com Deus, porque aquilo já estava batido, uma mesmice. Então, naquela noite, ao terminar o post, eu orei: “ – Senhor amanha, vamos começar algo novo, quero que o Senhor ministre ao meu coração e revele seu propósito e sua vontade.” Até tomei a decisão de renunciar algumas coisas para que nada atrapalhasse essa busca ( por exemplo, a internet). Uma vez ouvi: Se a televisão impede o seu tempo com Deus, apague a televisão; se é a comida, jejue; se são os passeios, os amigos, fique a sós com Deus; mas não troque o relacionamento com Deus por nada. E isso me motivou mais ainda a permanecer firme na minha escolha, pois o que eu mais queria ( e continuo querendo) era estar perto de Deus e ouvir sem ruídos a sua voz.

Confesso que não foi e não é fácil, renunciar tudo o que foi e ainda é preciso, muitas vezes me deu vontade de parar, mas eu dizia para mim mesma não, porque o que eu preciso é ouvir a Deus. ( Me lembrei de varias musicas que cantamos e que quando vemos na pratica não cumprimos, exemplo: Eu farei o que for preciso para te ver, pois não posso deixar que sigas sem me perceber…. Olha pra mim, Senhor). É… o Senhor, prova o nosso coração e o diabo quer ver mesmo se as nossas palavras são verdades.

Posso dizer que essa escolha é a melhor que alguém pode fazer, mas falo logo, você será confrontado, provado no fogo, quebrado, até que seja moldado na forma do Senhor.

Muitas coisas na minha vida que estavam ocultas, o Senhor trouxe a luz e me fez ver os meus maus caminhos, para que eu pudesse redirecioná-los. A minha vontade, por exemplo, ah! essa não existe, porque eu entendi que o Senhor deu ao homem o livre arbítrio, mas sábio é aquele que rende a sua liberdade de escolha, a sua vontade à vontade do Senhor; e na verdade nós somos escravos de Deus (Romanos 6.15-23), eu já tinha lido isso antes, mas não tinha tido o verdadeiro entendimento do que isso significa.

Eu achava que estava tudo bem na minha vida diante de Deus, porque eu digo para Ele que o amo, eu “faço” as coisas que um cristão deve fazer, mas o que eu fazia não era o que Deus mais dá valor, não era a essência, era mínimo e de se esperar, então nesses dias, eu vi o quão longe estava do cristianismo genuíno, me senti como a igreja de Sardes do livro de apocalipse ( Capitulo 3) e eu tive e continuo tendo que me arrepender e voltar ao prumo, ao padrão de Deus todos os dias.

Querido, Jesus disse em Lucas 9.23: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me.” Isso é uma intensa guerra contra nossa natureza egoísta, mas ela precisa morrer, para que Cristo nasça em nosso coração e viva em nós.

De alguém que está buscando intensamente morrer para si mesma para viver para Deus.

Romanos 6.13

Raíssa Carla