O impostor [2]

Por Lucas Ferreira (lucas_scraft@hotmail.com)

Leia também o impostor parte 1

Um dia comum para qualquer adolescente. Acordar, tomar banho, ir pra aula. Daniel não é tão diferente dos adolescentes da sua idade. Ele gosta de dormir, comer, ver televisão, jogar vídeo-game e ir à igreja. Sim, ele gosta de ir à igreja. Seus pais sempre foram cristãos e ensinaram a Daniel o mesmo caminho. Mas as motivações de Daniel eram um pouco diferentes. Na igreja ele tinha muitos amigos e, não podia esquecer das garotas bonitas da igreja, que ele adorava pegar de vez em quando.

Na escola Daniel não é um aluno tão ruim, mas também não é bom. Tira notas razoáveis, sempre passa com o que precisa. Mas seus pais não se preocupam muito, desde que passe de ano. Daniel tem 16 anos, e há 2 foi batizado, o mesmo período em que toca bateria no ministério de louvor. Ele gosta muito de fazer tudo isso, se sente muito bem tocando, acha que sua vida vai seguir esse rumo. Quando está ali se esquece do mundo, das pessoas, dos problemas…

… mas falar em problemas, existem algumas coisas que Daniel não conta pra ninguém. Uma parte de sua rotina ainda não foi contada aqui. Daniel acorda, toma banho, vai pra escola, lá tem algumas conversas digamos inapropriadas com os amigos, usa alguns meios fraudulentos durante as provas, vai pra casa, aproveita que seus pais não estão presentes, vê alguma pornografia no computador, come, dorme, acorda, joga vídeo-game, fica na internet, come, dorme, ouve música e liga para pelo menos 3 garotas, tentando arrumar alguma “amiga” para sair.

Sexta-feira, Daniel acorda, toma banho, vai para a escola. Mata a primeira aula, sem nenhum motivo. Passa a maioria das aulas dormindo, porque ficara na internet durante a madrugada vendo pornografia. Sai da escola e liga para a “amiga” confirmando o encontro. Manda um torpedo para a mãe dizendo que vai se atrasar um pouco porque teria que fazer um trabalho. Vai para a casa, toma banho e vai se encontrar com Marcinha. Ela também é da igreja e faz parte do ministério de dança, mas eles acham que não tem nada a ver e Daniel prometeu que iriam namorar em breve. Se encontram em uma rua deserta e ficam por ali durante horas, conversando, rindo e se beijando. O tempo passa e a mãe de Daniel liga querendo saber onde ele está, ele diz que estava terminando o trabalho e que chegaria em casa em uma hora. Assim, se despedem e vão para casa. Daniel chega em casa e tem uma surpresa: Seu líder do Ministério de Louvor estava lhe esperando. Ele o cumprimenta e o líder pergunta se tinha corrido tudo bem durante o trabalho, Daniel balança a cabeça afirmando que sim e logo pergunta o motivo da visita, o líder responde que apenas fazia uma visita e queria ler a bíblia e orar com o rapaz. Daniel o ouve, fingindo demonstrar todo o interesse do mundo, mas por dentro queria que aquele momento acabasse logo. O líder ora e vai embora. Daniel vai para o quarto e dorme rapidamente.

Sábado, Daniel acorda às 11h da manhã, toma banho, almoça, vê televisão e vai para o ensaio. Lá todos estão reunidos para ensaiar uma música nova, eles ouviram, se prepararam, mas o líder chega com uma proposta nova, aquele dia iriam estudar um pouco a Palavra. Uns ficam entusiasmados, outros, inclusive Daniel, ficam aborrecidos e por dentro acham que estão perdendo tempo e o louvor no domingo não vai ficar legal. O líder dá uma palavra sobre coração sincero diante de Deus e Daniel fica se perguntando porque toda aquela coisa de coração e tudo mais. Só vê a hora daquele momento acabar logo, porque acreditava que Deus sabia que seu coração era sincero, afinal ele amava tocar. Por fim, o estudo acaba e eles começam a ensaiar a música nova, mas parecia que não estava dando muito certo. Daniel se achava muito bom, portanto era difícil aceitar opiniões dos outros, o que gerava um certo mal estar entre todos. Por fim, depois de 2 horas insistindo na mesma música, eles conseguem.

Aparentemente estava tudo bem, no caminho de casa, o telefone de Daniel toca e era uma amiga da escola, ele então combina de encontrá-la e dar uma fugida com ela. Eles se encontram e “ficam” perto da casa da moça, ela o convida para entrar, mas Daniel diz que já estava tarde e não podia demorar mais.

Domingo, Daniel não acorda para ir para o culto da manhã, dá uma desculpa para sua mãe que ficara estudando até tarde, mas que a noite ele iria. Passa o dia todo vendo televisão e quando dá 17:30 vai para a igreja. Lá começa a ajustar seu instrumento, até que seu líder chega. Logo ele pergunta sobre o motivo da ausência pela manhã, Daniel diz que ficara até tarde estudando para a prova de segunda-feira (que na verdade nem existia) e que não conseguira acordar. O líder diz que ele precisa organizar seus horários, mas compreende pelo fato de ser pelos estudos.

Daniel era bonito, jovem, audacioso, tocava bem, e estava ali fazendo o que mais gostava. Naquele dia tocou como se fosse seu último dia de vida e, no momento do apelo, onde muitas pessoas aceitaram a Jesus, Daniel estava lá orando por eles, como um fiel servo do Senhor.

Então, Jesus disse à multidão e aos seus discípulos: “Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés. Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam. Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los”. Mateus 23:1-4

“Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês limpam o exterior do copo e do prato, mas por dentro eles estão cheios de ganância e cobiça. Fariseu cego! Limpe primeiro o interior do copo e do prato, para que o exterior também fique limpo”.  Mateus 23:25-26

O Senhor diz:  “Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens”. Isaías 29:13

Anúncios

Um comentário sobre “O impostor [2]

  1. Cara , Muitoo bom esse artigoo, Voceis são bem diretos , tem que ser assim , mostrar a esses jovens a realidade.Que não sejamos como os fariseus q só qerem se mostrar, mas sejamos humilfes como Jesus Cristo. amém

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s