Nesta semana estava em minha casa passando muito mal do estômago. Em meio a gemidos de dores e remédios para tomar, uma coisa veio a minha mente: 1 João. Não me pergunte o porquê disso. Mas, mesmo sentindo meu estômago latejar, esse texto bíblico vinha à minha mente o tempo todo. Minha mente latejada junto com meu estômago e meu coração pulsava dizendo: “Se você não obedece as minhas Palavras, você é um mentiroso!”

Caramba! Um pouco duro não é? Mas era o que Deus estava me dizendo durante esses dias. Confesso que até agora não pude entender o motivo, mas creio que, até acabar de escrever essas linhas, o Senhor irá me dizer.

E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.
Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.
Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.
Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.
1 João 2:3-6

Já assistiu a aquele filme, o mentiroso? Provavelmente sim, já passou milhares de vezes na televisão. Vou refrescar sua memória: É sobre um homem que está acostumado a mentir e, no aniversário de seu filho, o menino faz um pedido ao soprar as velinhas, que seu pai parasse de mentir por um dia. O desejo se realiza e o homem se mete em um monte de encrencas, porque ele SEMPRE mentia. Enfim, só queria relembrá-lo este velho filme.

Fazendo uma analogia, paremos para pensar: O que leva uma pessoa a mentir? Mentir, de fato, é uma arma poderosa utilizada pela humanidade no decorrer nos séculos para alcançar um objetivo, geralmente poder. Mas será isso um bem para nós? Certamente nos recordamos de nossos pais, ou quem nos ensinou, dizendo que não deveríamos contar mentiras, mas parece que isso não funciona muito, porque muitos seguem mentindo pela vida afora.

Nós mentimos quando temos medo das consequências da verdade.

Quando deixamos de relatar algo, contar algo, compartilhar algo e mentimos, dando nossos traços, modificando ou inventando, temos medo do que aquela verdade poderá causar. Porém, nos esquecemos de que mentiroso é o DIABO e que, quando mentimos, estamos nos igualando a ele, que nos aplaude de pé. Por que temos tanto medo? Assumir erros? Arcar com as consequências? A mentira tem uma consequência muito pior, mentir é pecado e o salário do pecado é a morte (Rm. 6:23). Já parou pra pensar nisso?

Voltando-nos para o texto de 1 João, percebemos que o Senhor se importa conosco, mas lhe agrada que obedeçamos às suas Palavras. Muitos de nós estamos tão acostumados a entrar na igreja, cumprir com nossos rituais religiosos que nos esquecemos de guardar os mandamentos do Senhor em nossos corações. E quando deixamos de guarda-los, somos mentirosos! Isso mesmo, mentirosos! Sabe por que? Porque fingimos ser do Senhor, mas não somos.

Guardar os mandamentos do Senhor nos faz obedecê-Lo porque O amamos.

O que mais tenho visto nos últimos tempos são pessoas que se dizem cristãs, mas só obedecem e querem a parte do evangelho que lhes interessa. Ganhar, receber, prosperar… e obedecer? Isso, poucos querem. Mas obedecer agrada ao Senhor. Ele nos deu mandamentos para serem obedecidos, mas insistimos em viver somente aquilo que nos interessa. Até quando? Até quando o Senhor olhará para nós e verá mentirosos? Mascarados? Religiosos? Desculpe-me, mas não estou aqui hoje para pregar prosperidade, nem dizer coisas que vão massagear seu ego e seu coração. A começar em mim, o que o Senhor vê quando me olha? Um mentiroso ou um servo? Qualquer um que guarda Sua palavra, nele o amor de Deus está aperfeiçoado, assim estamos Nele, e se estamos Nele, devemos andar como Ele andou. É isso que a Palavra diz, devemos ser como Jesus, ele não reclamou, não desistiu, não desobedeceu. Como cordeiro mudo foi levado ao matadouro por amor a nós e por OBEDIÊNCIA a Deus.

Reflita nas palavras do Profeta Isaías:

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.
Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.
Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido.
E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca.
Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.
Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si.
Isaías 53:6-11

O Filho de Deus, não usou disso para se beneficiar, pelo contrário, se esvaziou e assumiu a forma de Servo (Fp.2). Por que eu sou tão melhor do que Jesus? Por que eu sou tão pior do que Ele, se eu devo andar COMO Ele?

Que, diferente daquele filme, não seja necessário alguém fazer um pedido soprando uma velinha para que deixemos de ser mentirosos. Mas que o Espírito Santo de Deus nos convença do pecado, do juízo e da justiça. Assim, seremos Filhos obedientes a nosso Amado Pai.

Meu desejo é que o amor do Senhor esteja em nós PARA SEMPRE.

Aprendendo com Deus,

Lucas Ferreira (lucas_scraft@hotmail.com)

Enhanced by Zemanta