“Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês”. I Pe. 5:7

Não sei se já falei aqui que eu estou lendo os Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João), na verdade já estou terminando o livro de João… Nessa minha jornada, aprendi muitas coisas… Fiquei até feliz porque agora posso falar alguns detalhes sobre a vida de Jesus na Terra que antes não tinha conhecimento ou percebido. Por isso, hoje, quero compartilhar uma das muitas experiências de Jesus, que na leitura desses 4 livros, me chamou muito a atenção e ministrou muito em minha vida.

Estou falando sobre o milagre da Multiplicação… 

Acredito que assim como eu, você conhece bem essa história… Mas como eu falei dessa vez alguns detalhes ampliaram meu entendimento. Vamos lá, deixa eu te contar!

  • Resumo: A primeira multiplicação

Confira em: Mateus 14. 13-21; Marcos 6.30-44; Lucas 9.10-17; João 6.1-15 *

– Jesus e seus discípulos estavam num lugar deserto.

– Jesus teve compaixão da multidão.

– Os discípulos disseram para que Jesus mandasse o povo ir embora, pois não tinham comida.

– Jesus disse: Deem-lhes vocês algo para comer.

– Eles disseram: ‘Tudo o que temos… ’.

– Jesus disse: ‘Tragam para mim… ’.

– Jesus ordenou que a multidão se assentasse na grama.

– Jesus olhou para o céu, deu graças e partiu.

– Todos comeram e ficaram satisfeitos.

– Os discípulos recolheram 12 cestos cheios de pedaços que sobraram.

– * Jesus disse a Filipe: ‘ Onde compraremos pão para esse povo comer?;)’. Fez essa pergunta apenas para pô-lo a prova, pois já tinha em mente o que ia fazer.

Wow! Não quero entrar em detalhes em todos esses tópicos, mas quero destacar dois que marcaram minha leitura. (Mas, só de ler esse resumo, que você deve conferir na sua Bíblia, já podemos terminar esse post. :p)

Nos três primeiros Evangelhos, conta que os discípulos se preocuparam porque não tinham nada para oferecer e, que por isso disseram a Jesus que mandasse a multidão ir embora; mas, ao ler João, um fato me intrigou – não conta que os discípulos chegaram até Jesus, mas que Jesus chegou até um dos discípulos questionando sobre o que seria servido.

Como ainda não fiz seminário, eu fui atrás dos teólogos da minha casa, e eles me explicaram que João é muito detalhista quanto aos milagres de Jesus (obs. Lucas é o livro mais completo). Tendo essa base, partir para o Espírito Santo, para que me fizesse entender isso. Então, Ele ministrou ao meu coração, que essa é uma de Suas práticas nas nossas vidas. Sempre nós vamos até Jesus com as nossas preocupações, questionamentos e crises… Mas muitas vezes, na nossa vida, Ele virá até nós e nos colocará à prova, para saber qual será a nossa resposta e/ou reação diante da aflição, tempestade, crise, dificuldade, ansiedade e outros.

Me confortou saber disso, porque estou começando a achar que é isso que está acontecendo comigo, acho que Ele está me fazendo essa pergunta muitas vezes ultimamente… :p :::::: Mas é ótimo saber a segunda parte, “ Ele já tinha em mente o que ia fazer.”

E é aí que vem o segundo ponto que me chamou a atenção: Jesus ordenou que os discípulos fizessem a multidão se assentar. E eu fiquei imaginando a cena, aí vai a pergunta para o E.S do por quê? Ele me mostrou que se a multidão ficasse de pé algumas coisas poderiam acontecer, o que atrapalharia não o milagre de Jesus, mas a experiência dela mesma com relação ao milagre.

Se Jesus não fizesse com que a multidão se assentasse, muitos poderiam ir embora, em busca de comida em outro lugar por conta própria, e, talvez nem encontrariam e o pior perderiam aquele milagre e a comida “preparada” pelo próprio Jesus. Outra coisa, se a multidão não se assentasse, ela não prestaria atenção no que Jesus estava fazendo, não veria a mão poderosa do mestre trabalhando a seu favor. E, por fim se ela não se assentasse, não poderia ver Jesus.

Nossa! Isso foi muito profundo para mim… O Pai me fez entender, que tudo na nossa vida, Ele conhece, mas Ele só pode fazer o que Ele quer se primeiramente, confiarmos, e se essa confiança for plena – eu diria uma “confiança cega”, em que não necessariamente eu vou ver o que está acontecendo, mas eu confio que o meu Pai sabe, vê e está cuidando. Segundo, precisamos nos assentar e, isso significa: parar tudo, nos aquietar, olhar para a direção de Jesus e perceber em cada detalhe o Seu cuidado e o Seu agir na nossa vida.

 Essa semana eu estava muito inquieta, ansiosa, preocupada, o que estava me deixando estressada, com raiva e, consequentemente me impedindo de ver bem o que Jesus estava querendo fazer. Fiquei mal durante uma semana, mas quero compartilhar, que no dia, em que eu me assentei no meu quarto, compartilhei com Ele, minhas angústias e por fim, disse: “Mas eu sei que o Senhor sabe de tudo e eu deixo tudo isso contigo!”, essa declaração, na mesma hora, me trouxe paz e eu senti todo aquele fardo e peso saindo de cima de mim.

Queridos, se eu soubesse ou me lembrasse de que eu realmente só preciso olhar para Jesus e saber que Ele não vai me deixar ‘ ir embora sem me dar o pão’ logo no início, eu não teria gasto o meu tempo “tentando fazer, ou tentando dar meu jeito”, dando lugar à desconfiança/incredulidade e autossuficiência.

Que essa palavra, que esse milagre nos faça saber que Jesus não deixa de amar, cuidar e abençoar a multidão que o busca; que por alguém haver dado tudo o que tinha para Jesus houve a multiplicação e que Ele só despediu a multidão depois que o milagre foi realizado.

De alguém que está aprendendo a confiar… cegamente no Bom Pastor

Raíssa Carla🙂