Quebrando o ciclo de pobreza – Parte 3

Confira a parte1 e parte 2 desse estudo.

Nós vamos continuar a analisar sobre como nós podemos quebrar o ciclo da pobreza. No último post nós falamos sobre os princípios para se tornar um mordomo no Reino de Deus.

Por causa de abusos dentro da igreja nas áreas de finanças, dinheiro e ofertas, muitas pessoas pensam que o que toda a igreja quer é o seu dinheiro. Mas o abuso e mau uso não são desculpas para não falarmos sobre isto. Se nós (a igreja e aqueles que Deus deu a responsabilidade de pregar e ensinar) não ensinam sobre dinheiro, finanças dízimo, e ofertas, somos culpados de não ensinar todo o conselho de Deus e omitir a verdade, pecando contra você e contra o Senhor.

A Igreja deve pronunciar-se sobre estas questões, porque este assunto é falado em casa, trabalho, no rádio, e televisão. Tudo o que fazemos e todos os aspectos da vida estão ligados a nossa visão do dinheiro. Precisamos ouvir o que Deus diz sobre dinheiro e finanças, ou então vamos apenas trabalhar com um monte de ideias distorcidas e com a compreensão do mundo, que não condiz com a palavra de Deus. Quando Jesus disse: Eu vim para que tenhais vida e vida em abundância,  significa que você pode ter mais ou acima do que é comum.

Muitas pessoas na igreja acham que seria mais espiritual, se nunca houvesse nada mencionando sobre o dinheiro. Algumas pessoas dizem: “Não fale sobre oferta, apenas coloque uma caixa na parte de trás da igreja e confie em Deus para satisfazer todas as necessidades da igreja.” Eu costumava pensar assim quando eu estava sob a influência de um espírito de pobreza, mas o Senhor me livrou dessa maneira de pensar. Esta é a estratégia do inimigo. Parece espiritual dizer- “nós vamos apenas confiar em Deus” -, entretanto, o povo de Deus acaba caminhando na ignorância dos caminhos Dele, porque ninguém fala sobre isso e o povo está sendo destruído por falta de conhecimento.

Quantas pessoas pensam que falar sobre oração é importante? Quantos não dizem que devemos pregar sobre a oração, e como orar, e como vencer as guerras, e como interceder, e como se aproximar de Deus com o nosso agradecimento, pedidos e súplicas? Há nas escrituras 5 vezes mais passagens sobre o dinheiro do que sobre oração. Das 38 parábolas que Jesus usou, 16 lidam com dinheiro. Isso é 42% de todas as parábolas que Jesus falou.         

No Novo Testamento há:

215 versos sobre a fé

218 versos sobre a salvação

2084 versículos sobre dinheiro e finanças

Isso nos mostra o quão importante o dinheiro é para o Senhor e que precisamos ser bons mordomos.

Há ainda um sistema de crença que está pairando sobre a igreja que diz que para ser próspero, e andar em grandeza financeira é de alguma forma errado, e quem pensa desta forma se torna menos espiritual e mais carnal ou tem só as coisas do mundo ligadas a ela.

Há também uma reprovação na igreja por causa de experiências passadas não muito boas, com relação a alguns poucos que abusaram desses princípios e fizeram mercadoria do povo de Deus. Isso fez com que muitos não crentes tivessem uma má impressão da igreja, mas temos de estar comprometidos com os caminhos de Deus e caminhar em integridade nas nossas questões financeiras.

Em nossa próxima edição, vamos começar a falar sobre o espírito de Mamom (adoração às riquezas).

 Que Deus os abençoe.

David Gregory

Anúncios

Um comentário sobre “Quebrando o ciclo de pobreza – Parte 3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s