Você pensa antes de agir?

“Quem tem juízo ganha o respeito de todos, mas quem não merece confiança está caminhando para desgraça. O homem sensato sempre pensa antes de agir, mas o tolo anuncia a sua ignorância” Provérbios 13.15-16

Olá pessoal tudo bem?
Hoje quero compartilhar com vocês um assunto que acredito que muitas pessoas gostam, “Rede Social”.

Muitos já devem conhecer a história de uma das maiores rede social do mundo que é o Facebook, quem não conhece, vale apena procurar conhecer um pouco como ele foi criado. Um jovem chamado Mak Zuckerberg foi um dos fundadores desta fantástica rede social, recomento a vocês assistirem o filme “A Rede Social” para fins de conhecimento.

Hoje o Facebook atinge milhares e milhares de pessoas pelo mundo, o Brasil é um dos maiores países que mais utiliza, esta em terceiro lugar. Mas eu pergunto, nós como cristãos, que somos lavados e remidos por Cristo, temos utilizado o Facebook da maneira correta?

Ouço muitos pais criticarem o Facebook, dizem que só tem porcaria, outros dizem que atrapalham o aprendizado de seus filhos, a culpa sempre é do Facebook e ainda dizem que é coisa do diabo. Eu por gostar muito de tecnologia discordo totalmente disso, pois se bem usado pode se tornar um meio de evangelização muito grande.

Muitas pessoas não entendem que qualquer tecnologia é neutra. Quem a usa tem o poder de transformá-la em vida ou em arma de destruição em massa. Nesse sentido, somos uma geração que na vida real, digamos assim, vivemos apaixonadamente por Jesus como nosso Salvador, não como Senhor. O Facebook, a terra onde Jesus não reina, mostra de forma clara e pública o que na vida real temos dificuldade de ver: somos míopes, mesquinhos, egoístas, amantes do mundo, hipócritas e donos da nossa própria fé.

Este deveria ser também um canal usado para divulgar o evangelho, mostrar para a sociedade o seu testemunho de vida como cristão, é um ótimo local para fazer o IDE, “Ide por tudo mundo e pregai o evangelho…”. A culpa não é de Mark Zuckerberg, se o cristianismo não tem vez no Facebook, os únicos culpados são aqueles que dizem ser cristãos, mas que pelos seus atos desonram a Cristo, que, segundo a Bíblia, é tanto Salvador dos que creem como Senhor deles também.

Se pararmos pra observar, podemos encontrar muitos erros que cristãos cometem ao se expressarem numa rede social como o Facebook:

1 – Cristãos gostam de deixar posts para provocar outros

É muito comum vermos aqueles posts de indiretas, pessoas que preferem que todos vejam o quanto ela está chateada com aquela “pessoa”. Uma coisa precisamos saber: isso não agrada a Deus. Jesus foi muito claro, em Mateus 18, ao dizer que os homens fossem homens o suficiente para tratar as suas queixas, melindres, falhas, problemas. Jesus foi claro o suficiente para que as mulheres fossem mulheres o suficiente para encarar as desavenças e tratarem os seus dilemas.

Somos chamados para silenciar e destruir as inimizades. Hebreus 12.14 diz: “Esforcem-se para viver em paz com todos”. Não somos chamados para escancarar as nossas mágoas e dores, somos chamados para tratarmos as nossas dificuldades com as pessoas que nos machucaram e, secretamente quanto possível, assim honrar a Deus.

2 – Cristãos falam o que pensam e o que querem

Esse é um grande erro, primeiro, porque ninguém deve falar tudo o que pensa e o que quer falar. Não precisa ser cristão para entender essa verdade. Segundo, vemos que o mundo virtual nos dá uma coragem que pessoalmente não teríamos. Somos super-homens ou super-mulheres quando estamos conectados. Mas posso dizer uma coisa: Jesus não se agrada daqueles que dizem o que pensam e o que querem sem se importar com os que ouvem. Efésios 4.29 é uma passagem que tem me ensinado muito sobre isso: “nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem”. Talvez você argumente que o texto não fala de Facebook, e eu lhe direi que você não precisa assassinar o bom senso. Se ele serve para algum tipo de comunicação, serve para todos os outros, seja escrito ou falado.

3- A exaltação do Eu

Vemos muitas pessoas postando e quase se gabando dos seus feitos, algumas pessoas perdem a paciência quando leem algum comentário do tipo: “estou fazendo minha devocional”, “estou comendo só comida saudável”, “acabei de receber um elogio” e afins. Muitas pessoas não curte essas coisas. Mateus 6.1 diz: “Tenham o cuidado de não praticar suas ‘obras de justiça’ diante dos outros para serem vistos por eles”. Já Provérbios 27.2 fala: “Que outros lhe façam elogios a você, não sua própria boca; outras pessoas, não seus próprios lábios”.

Parece que esses dois textos foram esquecidos. Somos chamados por Jesus para que vivamos o evangelho não na esfera pública, mas no particular. Somos chamados a viver de forma íntegra, custe o que custar, e o mais difícil é lembrar que o nosso Deus “vê e em secreto nos recompensará”.

Queridos, antes de postar algo no Facebook, façam uma reflexão, por que precisamos compartilhar a ação evangelística ou a ação social que fizemos? Será que realmente é para abençoar outros? Será que realmente é para inspirar outros? Será que realmente adianta alguma coisa?

4 – A religiosidade virtual

Um amigo certa vez escreveu: “se metade do que as pessoas dizem sobre Jesus no Facebook fosse realmente verdade na vida prática, que impacto o cristianismo causaria!”. A verdade é que nessa terra onde Jesus não reina, muitos cristãos são extremamente religiosos. Sua vida virtual é lindamente cristã, mas sua vida prática é verdadeiramente uma mentira. Tito 1.16 fala assim dessas pessoas: “Eles afirmam que conhecem a Deus, mas por seus atos o negam”. Vemos muitas pessoas postarem textos maravilhosos, enquanto a vida está não condiz com uma vida cristã, devemos ser cristãos convertidos e convencidos.

Começando novamente, a culpa não é de Mark Zuckerberg, se o cristianismo não tem vez no Facebook, os únicos culpados são aqueles que dizem ser cristãos, mas que pelos seus atos desonram a Cristo, que, segundo a Bíblia, é tanto Salvador dos que creem como Senhor deles também.

Faça a diferença meu amado, seja Cristão na Igreja, na rua, na escola, na faculdade, no trabalho, seja um cristão na internet. Lembre-se que para a sociedade, melhor que pregar a palavra o que vale mais é o seu testemunho como cristão, é através de uma vida com Cristo que conseguiremos impactar pessoas, é a través da renuncia do nosso EU que conseguiremos fazer o que Cristo quer que façamos. Hoje temos grandes meios de comunicação, temos uma facilidade enorme de levar o evangelho para outras pessoas, mas não basta somente pregar, não basta somente orar, não basta somente ir à igreja, mas é preciso ter uma vida espelhada em Cristo, assim em qualquer lugar que você estiver as pessoas verão Cristo através de você.

Que Deus nos abençoe.
Michel Alves

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s