Uma grande obra – A reconstrução Parte II

tumblr_lw03b6eQc41qiidado1_1280

Em nosso texto anterior nós falamos sobre o copeiro Neemias e o momento vivido por ele quando recebeu uma má notícia. Falamos sobre a sua reação e decisão de oração como o primeiro passo para sair do estado de dor e sofrimento. Descobrimos também que para realizarmos “Uma grande obra” seja ela qual for é necessário ser movido por um grande AMOR e experimentarmos a arma mais poderosa do cristão a ORAÇÃO. Neemias era alguém totalmente envolvido com oração. Quando lemos sobre ele em seu livro podemos encontrar em várias passagens ele falando com Deus o tempo todo. Vamos lembrar o trecho importante para nós quando falaremos: O problema não pode paralisar você, O momento de dor vem para aproximá-lo de Deus e a Oração é o remédio que alivia a sua dor, faz cessar o pranto e te direciona para a vitória.

Neemias 1.11 Ah! Senhor estejam, pois, atentos os teus ouvidos à oração do teu servo e à oração dos teus servos que desejam temer o teu nome; e faze prosperar hoje o teu servo e dá-lhe graça perante este homem. Então, era eu copeiro do rei.

Esta última parte da oração de Neemias nos faz pensar que o problema não paralisou este homem de Deus que em seu coração já sabia que atitude tomar diante do caos que o povo dele estava vivendo. Se formos ler novamente a oração de Neemias ela se inicia com ele exaltando ao Senhor e falando da fidelidade deste Deus tremendo que servimos. Logo em seguida ele chama a atenção de Deus para ele quando diz: Olha para mim… pois bem ele segue reconhecendo que é um pecador assim como o seu povo e seus antepassados assume o pecado da desobediência dele mesmo e seu povo. Ali naquele momento ele se humilha diante do Deus todo poderoso e no versículo 8 e 9 ele ora a palavra do próprio Deus. No verso 10 ele lembra ao Senhor quem eles eram para o Senhor e o maior feito dele para o seu povo que foi o livramento do cativeiro e finaliza a oração pedindo ao Senhor sucesso naquilo que ele iria fazer. O problema não paralisou Neemias visto que algo já havia em seu coração para fazer e o seu momento de dor aproximou ainda mais do Senhor, não sei se você já percebeu quando estamos em tribulação, sofrendo procuramos intensamente o Senhor em oração, lemos mais a sua palavra, freqüentamos grupos de orações etc. A oração foi o remédio de alivio do momento doloroso que ele estava vivendo e que o permitiu assim parar e saber exatamente o que deveria de fazer. Naquele tempo era ele copeiro do rei e ele iria se apresentar ao rei para fazer o seu serviço como sempre. Vamos ler o texto vem comigo nesta leitura fantástica.

Neemias

2.1 Sucedeu, pois, no mês de nisã, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, que estava posto vinho diante dele, e eu tomei o vinho e o dei ao rei; porém nunca, antes, estivera triste diante dele.

2.2 E o rei me disse: Por que está triste o teu rosto, pois não estás doente? Não é isso senão tristeza de coração. Então, temi muito em grande maneira

2.3 e disse ao rei: Viva o rei para sempre! Como não estaria triste o meu rosto, estando a cidade, o lugar dos sepulcros de meus pais, assolada, e tendo sido consumidas as suas portas a fogo?

2.4 E o rei me disse: Que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus

2.5 e disse ao rei: Se é do agrado do rei, e se o teu servo é aceito em tua presença, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, para que eu a edifique.

2.6 Então, o rei me disse, estando a rainha assentada junto a ele: Quanto durará a tua viagem, e quando voltarás? E aprouve ao rei enviar-me, apontando-lhe eu um certo tempo.

2.7 Disse mais ao rei: Se ao rei parece bem, dêem-se-me cartas para os governadores dalém do rio, para que me dêem passagem até que chegue a Judá;

2.8 como também uma carta para Asafe, guarda do jardim do rei, para que me dê madeira para cobrir as portas do paço da casa, e para o muro da cidade, e para a casa em que eu houver de entrar. E o rei, mas deu, segundo a boa mão de Deus sobre mim.

2.9 Então, vim aos governadores dalém do rio e dei-lhes as cartas do rei; e o rei tinha enviado comigo chefes do exército e cavaleiros.

2.10 O que ouvindo Sambalate, o horonita, e Tobias, o servo amonita, lhes desagradou com grande desagrado que alguém viesse a procurar o bem dos filhos de Israel.

2.11 E cheguei a Jerusalém e estive ali três dias.

 Nos primeiros versos podemos perceber a importância de Neemias na vida do rei. Ele provava o vinho antes do rei, pois se houvesse perigo de morte Neemias morreria no lugar do rei anunciando assim a existência de veneno. Mas não quero me deter neste detalhe. A verdade é que Neemias havia sido escolhido para realizar “Uma grande obra” o que me faz pensar que Deus tenha permitido que ele estivesse ali trabalhando para o rei porque o Senhor usaria o rei para abençoar não só Neemias mais também todo o povo. Algo interessante me chama atenção acerca de Neemias ele não se apresentou ao rei de formar alegre como sempre fazia havia uma tristeza visível em seu rosto que fez com que aquele rei percebesse que havia algo errado com o seu servo copeiro e que por algum motivo divino incomodou o rei. Sabe o que aprendi que não preciso fingir e colocar uma mascara na minha dor, essa parte eu não nunca fiz mesmo se sofro passo isso até ministrando, mas algumas pessoas insistem em esconder quando muitas vezes Deus tem alguém na frente dela que ele preparou para ajudá-la. Aquele momento ali dele com o rei foi tão tão mais tão de Deus que o rei afirmou que ele não estava doente e que era visível que a tristeza era do coração. Deus é ou não é FIEL. A sua tristeza pode ser o instrumento usado por Deus a seu favor para que o teu problema comece a ser solucionado por Ele.  Neemias diante do rei com a chance que precisava para contar o que lhe afligia o coração. Deus não quer que andemos por aí cabisbaixo mais ele quer que aprendamos a falar com ele em oração, ele quer que possamos perceber quando e para quem podemos nos mostrar como estamos de verdade alem dele. Deus tem sempre alguém que ele usa para nos abençoar. O que acontece muitas vezes é que nós insistimos em enfrentarmos sozinhos e não conseguimos sair do estado de dor, choro e sofrimento. Muitas vezes não avançamos porque não sabemos orar e muitas menos reconhecer a voz do bom pastor direcionando a nossa vida com amor. Neemias então contou o que acontecera e o rei perguntou “o que me pedes agora”. Então mais uma vez orou Neemias e acredito que em pensamento ao Senhor e fez o seu primeiro pedido que lhe foi concedido. Sem perder a chance do momento fez o segundo pedido e assim por diante….Neemias termina o seu conto dizendo que o rei deu tudo o que pediu segundo a boa mão de Deus sobre ele. É queridos, Deus está sempre com sua mão protetora sobre nós e nos concede graça diante de homens. E precisamos saber e crer que toda a autoridade é constituída por ele nesta terra e que estão todos sujeitos a ele mesmo os que não o tem como Senhor, I Corintios 15. 27   Porque todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Então não permita que: O problema paralise você. Deixe  que o momento de dor aproxime você de Deus e que a Oração seja o remédio que alivia a sua dor, faça cessar o pranto e te direcione para sua vitória com o Senhor.

Continuaremos com graça de Deus. Com amor Elisângela Reis 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s